CidadesPoliciaUltimas horas

Polícia Civil conclui inquérito e cumpre mandados de prisão contra suspeitos da morte de advogado em Caratinga

Segundo a Polícia Civil, um casal foi preso e um terceiro autor está foragido no Rio de Janeiro. A ordem para a execução do crime foi dada de dentro do presídio, de acordo com as investigações.

A Polícia Civil de Caratinga cumpriu, nesta quinta-feira (27), dois mandados de prisão preventiva contra dois autores que participaram da morte de um advogado, de 32 anos, em abril deste ano.

Durante a operação, um casal foi detido e um terceiro suspeito está foragido no Rio de Janeiro. Segundo as investigações, o homem e o ex-namorado da mulher possuíam atritos, sendo presos anteriormente. A vítima prestava serviços de advocacia ao ex-namorado da mulher e, de acordo com a PC, isso gerou descontentamento no casal.

No dia do crime, Augusto Rocha Barreto Diniz de Abreu fez uma visita ao seu cliente no presídio de Caratinga e entregou a ele prints de conversas que teve com a ex-namorada, mesmo após ela já ter relações com o atual namorado.

Segundo a Polícia Civil, a partir dessa ação do advogado, a morte dele foi encomendada pelo suspeito que, na época, já estava preso. O casal contratou o terceiro autor, que está foragido, para matar a vítima.

A polícia informou ainda que a mulher levou o autor dos disparos até o local onde Augusto estava e o esperou em uma rua próxima para dar fuga a ele.

Advogado Augusto Rocha Abreu foi morto a tiros em Caratinga — Foto: Redes Sociais

Advogado Augusto Rocha Abreu foi morto a tiros em Caratinga — Foto: Redes Sociais

Por G1 Vales de Minas Gerais — Caratinga

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco?