CidadesPandemiaUltimas horas

Governo decreta fim de toque de recolher e restrição de encontros de família em todas as cidades de Minas

Medidas haviam sido suspensas pelo TJMG até esta quarta-feira, quando membros do Comitê Extraordinário Covid-19 se reuniram virtualmente e decidiriam manter a determinação

O Governo de Minas decretou o fim do toque de recolher, que restringe a circulação de pessoas das 20h às 5h, e da proibição das reuniões de família durante a Onda Roxa do Programa Minas Consciente. 

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (7) durante reunião virtual de membros do Comitê Extraordinário Covid-19. O grupo é composto por integrantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, do Ministério Público, da Associação Mineira dos Municípios e da Defensoria, entre outros órgãos.

As duas medidas restritivas que fazem parte da fase mais dura do plano estadual de combate à pandemia da covid-19 estavam temporariamente suspensas até esta quarta. A decisão liminar, que entrou em vigor na noite da última segunda (5), foi tomada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) após ação popular movida pelo deputado estadual Bruno Engler (PRTB). LEIA MAIS, CLICANDO AQUI

A decisão judicial é fruto de um acordo feito entre as partes que estabelecia a suspensão do toque de recolher e da proibição dos encontros familiares até esta quarta, quando o comitê se reuniu virtualmente e decidiu manter a determinação. O fim das duas medidas foi mantido, mas o governo alerta para a necessidade de se seguir as outras determinações da Onda Roxa. 

Apesar do fim da proibição, o governador Romeu Zema reitera que o Estado desaconselha qualquer tipo de aglomeração ou trânsito desnecessário durante a pandemia. “Essas medidas não serão mais obrigatórias, mas é essencial que todos façam a sua parte para conseguirmos reduzir a propagação do vírus Precisamos que a população mantenha todos os cuidados, use máscara e evite aglomerações para conseguirmos sair disso o mais rápido possível”, destacou.

Resultados

O governador ressaltou que os números já apontam para o resultado positivo das medidas mais restritivas impostas pela onda roxa e que o esforço da população terá reflexo na queda no número de óbitos.

“Temos observado resultado positivo nos números das regiões que entraram na onda roxa há mais tempo, o que permite deduzir que as demais regiões, em breve, também terão queda no número de casos. Essa queda, em um segundo momento, se refletirá na diminuição no número de internações e, em um terceiro momento, levará à queda no número de óbitos”, explicou.

Por Com Agência Minas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco?