BrasilMusica gospelPoliciaUltimas horas

Filha de Flordelis admite ter dado dinheiro para irmã matar pastor Anderson do Carmo

Simone confessou que jogou celulares no mar

Niterói – A filha biológica da deputada federal e pastora Flordelis dos Santos, Simone dos Santos Rodrigues, confessou ter jogado os celulares da mãe, do irmão Flávio dos Santos e do pastor Anderson do Carmo no mar da praia de Piratininga, na Região Oceânica de Niterói. Simone é ré no processo que investiga a morte de seu padrasto. Ela é acusada de ajudar a envenenar o pastor.

Em audiência nesta sexta-feira (22), Simone confessou que pegou o telefone de Flávio pouco antes da prisão, ainda no enterro do pastor. Os três aparelhos eram considerados pela polícia como peças chaves nas investigações. Ela negou que tenha tentado envenenar o esposo da mãe.

A filha de Flordelis disse que planejou a morte do padrasto por conta das investidas sexuais por parte dele. Simone confessou que deu R$ 5 mil para que a irmã Marzy Teixeira a ajudasse.

“Eu disse: Marzy me ajuda, estou passando por maus momentos. Eu não tinha um plano, estava desesperada. Depois que fiquei doente (Simone foi diagnosticada com câncer), ele ia no meu quarto. Sei que ela ia dar o dinheiro pro Lucas, mas depois que dei o dinheiro não sei o que houve”, contou.

Simone disse à juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, que flagrou o padrasto se masturbando em seu quarto, ao lado da cama que ela dormia. Ao ser questionada sobre o suposto namoro com Anderson do Carmo antes do casamento dele com a mãe, Simone disse que nunca teve nenhum tipo de relacionamento amoroso com o padrasto. Ela contou que a mãe era cega pelo pastor e por isso não contava sobre as investidas dele.

“Tinha medo dela não acreditar em mim, ele tinha uma lábia muito boa”.

Sobre a administração financeira da família, ela disse que não achava justo que apenas ele (Anderson do Carmo) fizesse tudo sozinho.

“Minha mãe era uma marionete pra ele. Ele tomava a frente de tudo, até em reuniões ele cuidava de tudo. A deputada era ela”.

Simone disse que não estava em casa na noite do crime. Ela afirmou que estava na Barra da Tijuca com um antigo namorado. Simone está presa desde agosto do ano passado, acusada de envolvimento na morte de Anderson do Carmo.

Por: Fernanda Paredes  – Rádio 93fm RJ

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco?