EsporteUltimas horas

Felipão é o novo técnico do Cruzeiro; treinador assinou contrato até o fim de 2022

Comandante retorna à Raposa 20 anos depois com a árdua missão de voltar clube para a Série A em 2021

O técnico Luiz Felipe Scolari é o novo técnico do Cruzeiro. A diretoria celeste chegou a um acordo com o treinador de 71 anos nesta quinta-feira. Felipão assinará contrato com a Raposa até o fim de 2022.

Antes de fechar com Felipão, o Cruzeiro ouviu uma negativa do próprio treinador, na última segunda-feira (12). O clube celeste levou outros três “não” na sequência: Lisca (América), Umberto Louzer (Chapecoense) e Marcelo Chamusca (Cuiabá) foram procurados, mas recusaram a proposta celeste.

Os auxiliares Paulo Turra e Carlos Pracidelli trabalharão com Luiz Felipe Scolari no Cruzeiro. De acordo com o clube celeste, Pracidelli estará em Belo Horizonte nesta sexta-feira (16). A chegada de Felipão na capital mineira será informada posteriormente pela Raposa.

A estreia de Felipão no comando do Cruzeiro acontecerá contra o Operário-PR, na próxima terça-feira (20), no Paraná.

Felipão retorna à Raposa 20 anos depois com a árdua missão de voltar o clube para a Série A do Campeonato Brasileiro em 2021. Após 15 rodadas disputadas, o Cruzeiro ocupa a penúltima colocação, com apenas 12 pontos. De acordo com o site Probabilidades no Futebol, da Universidade Federal de Minas Gerais, as chances de acesso são de apenas 1,1%, enquanto a possibilidade de rebaixamento à Série C é de 52,5%.

O Cruzeiro terá o quarto técnico na temporada. Luiz Felipe Scolari chega para substituir Ney Franco, demitido no último domingo (11), após empate sem gols com o Oeste, lanterna da Série B, na Arena Barueri. Antes deles, passaram pela Raposa neste ano Adilson Batista e Enderson Moreira.

Será a segunda passagem de Felipão pelo Cruzeiro. O treinador dirigiu a equipe celeste entre julho de 2000 e junho de 2001, quando deixou a Raposa para comandar a Seleção Brasileira que viria a ser campeã do mundo na Copa de 2002, na Coreia do Sul e Japão, com 100% de aproveitamento. 

Pela Raposa, Scolari comandou o time em 75 jogos, com 40 vitórias, 24 empates e 11 derrotas (64% de aproveitamento). Apesar do pouco tempo na Toca, o treinador conquistou um título: a Copa Sul-Minas de 2001.

Por Redação,

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
× Fale conosco?