BrasilPolíticaTransito

Ex-assessor que acusou Gabriel Monteiro de assédio moral e sexual morre em acidente de trânsito no Rio de Janeiro

O carro que estava Vinícius Hayden Witeze capotou e ele morreu na hora

Vinícius Hayden Witeze relatou, em depoimento, que estava sendo ameaçado

Vinícius Hayden Witeze, ex-assessor do vereador Gabriel Monteiro, morreu na noite desse sábado (28) após o carro que ele estava capotar na RJ-130 em Teresópolis, na região Serrana do Rio de Janeiro, que liga a cidade a Nova Friburgo. Witeze foi uma das pessoas que denunciaram o político por assédio moral e sexual.

Com o impacto, o ex-assessor do vereador morreu na hora. Uma passageira, ainda não identificada, chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital das Clínicas de Teresópolis. 

Segundo registro policial, obtido pelo G1, dentro do veículo havia cópias do termo de declaração dele sobre a ocorrência referente ao político. O local do acidente foi periciado. 

Na última quarta (25), Witeze disse, em depoimento no Conselho de Ética da Câmara do Rio, que estava sendo ameaçado e, por isso, andava com escolta e não conseguia ver a filha. Ele chegou ao local usando colete à prova de balas para prestar depoimento contra o vereador.

Em relato à polícia, o ex-assessor do político contou que o objetivo dele era produzir vídeos para ganhar dinheiro na internet e que não se preocupava com a política. Além disso, ele afirmou que o vereador sabia que a menina com quem teve relações sexuais era menor de idade. 

Gabriel Monteiro foi acusado de estupro, assédio sexual e de forjar vídeos nas redes sociais. Ele pode ter o mandato cassado. 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
× Fale conosco?