CidadesPoliciaUltimas horas

Escrivão judiciário é preso em operação da Polícia Civil e do Ministério Público, em Nanuque

Ele é um dos investigados pelos crimes de corrupção, falsidade ideológica e ocultação de documento público

Um escrivão judiciário do Tribunal de Justiça de Minas Gerais foi preso, nesta quarta-feira (14), durante uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público, em Nanuque. O nome do investigado não foi divulgado.

De acordo com os órgãos que investigam o caso, trata-se de corrupção passiva, concussão, falsidade ideológica, supressão de documentos públicos, entre outros.

Segundo a Polícia Civil, diversos escritórios de advocacia da cidade foram alvos de mandados de busca e apreensão, inclusive o fórum de Nanuque.

O Ministério Público informou que a investigação durou seis meses. Segundo a promotora de Justiça, Marianna Michelette da Silva, o inquérito deve ser finalizado até a próxima semana.

“A responsabilidade dos envolvidos nesses crimes está sendo apurada no Inquérito Policial e deverá ser finalizada até a próxima semana, quando inicia o prazo do Ministério Público para o oferecimento da denúncia. Além da decretação da prisão preventiva, o Poder Judiciário afastou o servidor de suas funções e deferiu outras medidas cautelares”, explicou.

Outras informações serão repassadas pelos responsáveis da investigação, assim que a operação ser finalizada.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Fale conosco?