CidadesSaúdeUltimas horas

Enfermeiros organizam novo ato em Minas e prometem greve nacional em 30 de junho

Categoria cobra estabelecimento de piso salarial nacional e jornada de trabalho

Entidades sindicais que representam os enfermeiros intensificam a pressão para que o Projeto de Lei 2564/2020 seja colocado em votação no Senado. A proposta trata do estabelecimento do piso salarial nacional para categoria no valor de R$ 6 mil, e jornada de trabalha de 30 horas semanais. 

Greve nacional por 24 horas está prevista para dia 30 deste mês de junho. A categoria também realizará novo ato em Minas Gerais. Uma carreata sairá da Praça da Estação com destino à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O objetivo é pedir apoio da Casa para pedir ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a apreciação da PL. 

“Diversos sindicatos estão envolvidos na ação. É uma greve nacional. Nossa intenção é mostrar o valor que tem a enfermagem. Vamos organizar para passar à população como será a paralisação do dia 30”, explica o presidente do sindicato dos enfermeiros de Minas Gerais, Anderson Rodrigues. 

Difícil execução 

Em entrevista exclusiva ao podcast Abrindo o Jogo, da jornalista Edilene Lopes, Pacheco admitiu que o projeto aborta inovações que podem ser de difícil execução. “São questões vistas com muita reserva pelos governos federal e estaduais, prefeituras e hospitais. Pode, sim, haver uma dificuldade de cumprimento da lei caso se institua um piso nacional muito elevado”. 

Segundo Pacheco, o governo estuda estabelecer “um piso nacional que pudesse compreender valores que sejam a média nacional”. “Estamos em um ambiente de discussão para termos conquistas”.

Por redação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco?