EleiçõesUltimas horas

Eleição de vereadores por maioria de votos pode ser discutida no Brasil após 2º turno

No voto distrital, o político é eleito por maioria simples, ou seja, só entram os mais votados, diferente das legendas

A discussão sobre o voto distrital deve voltar forte após as eleições municipais, de acordo com o deputado estadual Alencar Silveira Junior (PDT). No voto distrital, o político é eleito por maioria simples, ou seja, só entram os mais votados.

De acordo com ele, os números de partidos nas Câmaras Municipais devem aumentar muito nessas eleições e devem entrar eleitos com poucos votos, enquanto outros com mais votos vão ficar de fora. Isso porque no Brasil hoje funciona o chamado voto proporcional de legenda, no qual o sistema apura quantos votos cada partido teve e divide as cadeiras por partidos e depois as vagas são preenchidas de acordo com a votação de cada membro do partido que concorreu à chapa.

Para o deputado, o sistema injusto e favorece partidos e candidatos com pouca representatividade, por isso, ele está iniciando um movimento e vai apresentar a líderes partidários e associações que representam o parlamento uma proposta de alterar a lei atual. “Aquela roda de: você é eleito vereador para dois anos depois ser eleito deputado, ou você é eleito prefeito para daqui dois anos ser eleito governador iria acabar se tivesse unificação das eleições” disse.

O deputado aponta o fato de que a vontade da população muitas vezes acaba não sendo seguida, já que por vezes candidatos mais votados ficam de fora devido à legenda. “Se continuar da maneira que está, nós vamos ter, na próxima eleição, um número muito grande de partidos políticos sem representação”.

“Vai ter partido fazendo uma cadeira. Vamos ter líder dele mesmo. E o pior, depois que passa a eleição ele esquece o partido, muda de partido, e aquele partido que não fez o requisito para continuar, continua existindo, só fica sem fundo partidário e tempo de televisão”, finalizou.

Por Edilene Lopes,

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
× Fale conosco?