EsporteUltimas horas

Cruzeiro abusa dos erros de finalização, perde para o Avaí e vê acesso quase ‘impossível’

Raposa faz bom primeiro tempo, mas não repete atuação na etapa final e perde por 1 a 0

O Cruzeiro foi superado pelo Avaí, por 1 a 0, nesta sexta-feira (22), na Ressacada, em jogo válido pela 31ª rodada da Série B do Brasileirão. O gol da equipe catarinense foi marcado por Lourenço, de cabeça, aos 11 minutos da etapa final.

Com o resultado negativo longe de Belo Horizonte, o Cruzeiro desperdiçou sua ‘cartada final’ na complicada luta pelo acesso à Série A. Sem somar pontos contra o Avaí, o time celeste poderá chegar, no máximo, aos 60 pontos no fim do campeonato, caso vença todos os sete jogos restantes.

Com essa pontuação, só três times voltaram para a elite do futebol ao fim das 38 rodadas: o Figueirense, em 2013 e o Goiás, em 2018. Em 2007, o Vitória subiu com 59 pontos, a menor marca até hoje.

Estacionado nos 39 pontos, o Cruzeiro caiu para a 12ª posição, 13 pontos atrás do Goiás, o quarto colocado. Já o Avaí chega aos 53 pontos e sobe para a terceira colocação.

O jogo

O duelo entre Avaí e Cruzeiro começou pegado. Logo aos dois minutos do primeiro tempo, o volante Lucas Ventura, da Raposa, tomou o cartão amarelo após entrada dura em Bruno Silva. 

O Avaí trocava passes e buscava um jogo de aproximação, enquanto o Cruzeiro marcava forte e acelerava a saída de bola, com jogadas em velocidade. Logo aos sete minutos, o time celeste teve boa escapada com Bruno José pela esquerda, que chutou colocado e quase acertou o ângulo, mas o goleiro Glédson tocou na bola.

O time visitante seguiu mais perigoso durante toda a etapa inicial e poderia ter aberto o placar se não fossem os recorrentes erros de finalização. 

Aos 25 minutos, o Cruzeiro perdeu duas chances inacreditáveis de marcar. Primeiro com Thiago, que parou no goleiro adversário, depois com Bruno José, que pegou o rebote mas chutou em cima do zagueiro, mesmo com o gol aberto.

O primeiro tempo ainda ficou marcado por duas substituições forçadas do Cruzeiro por lesões: Marco Antônio e Thiago deixaram o campo para as entradas de Wellington Nem e Marcelo Moreno.

No segundo tempo, o Cruzeiro não conseguiu repetir a boa apresentação dos 45 minutos iniciais. O time teve muitas dificuldades para criar jogadas ofensivas, abusou dos erros de passe e, como diz o ditado: “quem não faz, leva”. 

O Avaí abriu o placar na primeira boa jogada de ataque do time, aos 11 minutos, após Vinícius Leite, que tinha acabado de entrar, acertar cruzamento na cabeça de Lourenço, que empurrou para as redes.

O gol do Avaí desestabilizou a equipe cruzeirense, que não conseguiu pressionar o adversário. No ataque, Marcelo Moreno ficou preso na marcação dos zagueiros.

No final do jogo, o time celeste ainda tentou o gol de empate, mas não conseguiu vazar a meta do goleiro Glédson, grande nome da noite.

Por Nathália Fiuza

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco?