PandemiaSaúdeUltimas horas

Covid-19: Minas Gerais impõe toque de recolher em quatro regiões

Quatro regiões de Minas Gerais entraram ontem na onda roxa no plano de contenção ao novo coronavírus e terão toque de recolher entre as 20h e 5h ao longo de 15 dias. A medida foi tomada após o aumento de 5% no número de casos confirmados e óbitos decorrentes da covid-19, nos últimos sete dias, justificou o governo estadual. Estão na onda roxa as regiões de Norte, Noroeste, Triângulo do Norte e Triângulo do Sul. É a fase mais restritiva criada para preservar a rede hospitalar de todo o estado.

Além do toque de recolher, haverá o limite de até 30 pessoas em eventos e distanciamento de pelo menos três metros entre elas.

Ao longo dos 15 dias de vigência da onda roxa, é permitido apenas o funcionamento de serviços essenciais e a circulação de pessoas fica limitada aos funcionários e usuários desses estabelecimentos. O deslocamento por qualquer outra razão deverá ser justificado. Estão como serviços essenciais nas regiões: Setor de alimentos (excluídos bares e restaurantes, que só podem via delivery); Serviços de Saúde (atendimento, indústrias, veterinárias etc.); Bancos; Transporte Público (deslocamento para atividades essenciais); Energia, Gás, Petróleo, Combustíveis e derivados; Manutenção de equipamentos e veículos; Construção civil; Indústrias (apenas da cadeia de Atividades Essenciais); Lavanderias, Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação; Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios etc.)

De acordo com o governo mineiro, apenas a macrorregião Jequitinhonha está na onda amarela do plano. Outras nove na vermelha (Sul, Leste, Leste do Sul, Vale do Aço, Oeste, Centro-Sul, Sudeste e Nordeste). A região Centro, que abrange a Região Metropolitana de Belo Horizonte, também está nessa fase. Minais Gerais conta com 938.811 casos confirmados, sendo 854.583 recuperados. Perderam a vida em decorrência do novo coronavírus 19.824 pessoas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
× Fale conosco?