AtléticoBrasilEsporteUltimas horas

Atlético joga mal, perde para Flamengo no Maracanã e dá adeus à Copa do Brasil

Galo pouco incomodou os cariocas e foi derrotado por 2 a 0,  sendo 3 a 2 no placar agregado

O Atlético está eliminado da Copa do Brasil e deu adeus ao terceiro título do torneio. Com um futebol bem abaixo, o time alvinegro adotou uma postura defensiva – principalmente no primeiro tempo -, pouco incomodou o Flamengo e sofreu com a pressão dos cariocas, nesta quarta-feira, no Maracanã. Resultado: derrota por 2 a 0, no duelo de volta das oitavas de final.

Como havia vencido por 2 a 1 no jogo de ida, no Mineirão, o Galo ficou pelo caminho no placar agregado: 3 a 2 para o Rubro-Negro. O meia Arrascaeta marcou os dois gols do Flamengo.

Além de perder a vaga nas quartas de final, o Atlético ainda deixou de embolsar R$ 3,9 milhões de premiação.

Agora, o Atlético foca no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores (enfrentará o Palmeiras nas quartas de final), as duas competições que restaram na temporada. No próximo domingo, às 18h, o Galo volta ao Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo, no Engenhão, pela 17ª rodada do Brasileirão.

O jogo

A partida começou com sete minutos de atraso por causa da fumaça solta pelo Flamengo atrás dos gols antes na entrada dos times em campo. O gramado ficou tomado pela névoa retardando o início do jogo.

Embalado pela torcida e precisando vencer, o Flamengo tomou a iniciativa de partir para o ataque. O Atlético tentava esfriar o jogo, mas dava espaços na defesa proporcionando chances ao adversário.

Na primeira grande oportunidade do jogo, Everson salvou o Galo ao espalmar o chute de dentro da área de Arrascaeta. A bola ainda passou raspando a trave.

O time alvinegro não conseguia sair de trás e apenas tentava conter a pressão flamenguista. Os cariocas chegaram com perigo mais uma vez com Arrascaeta, que recebeu livre na área e chutou por cima do gol.

O Galo dava espaços pelo lado esquerdo da defesa, e o Flamengo explorava a deficiência e quase abriu o placar. Rodinei recebeu e cruzou na medida para Pedro cabecear. Mais uma vez, Everson salvou o Atlético defendendo em dois tempos.

A primeira chegada do Atlético foi aos 39 minutos do primeiro tempo. Após escanteio, Jair subiu livre de marcação, mas cabeceou por cima.

O Flamengo tanto insistiu até que abriu o placar no fim do primeiro tempo. Pedro ganhou a dividida com Allan no meio-campo e enfiou a bola para Arrascaeta. O uruguaio ganhou na velocidade de Nathan Silva e tocou de carrinho na saída de Everson. A bola entrou de mansinho no canto.

Os jogadores do Galo reclamaram de falta de Pedro em Allan (braço no rosto), mas o árbitro e o VAR não viram irregularidade e o gol foi validado.

Na volta para o segundo tempo, o Atlético ensaiou uma pressão nos primeiros minutos e chegou com Hulk, que chutou pelo alto. Mas parou por aí.

O time rubro-negro voltou à carga. E o Galo cometeu um erro na saída de bola com Alonso, que perdeu para Pedro e precisou fazer a falta na lateral da área. A bola foi levantada para a área alvinegra e sobrou para Arrascaeta na segunda trave. O uruguaio mergulhou de peixinho, a bola tocou na trave e Everson ainda tentou salvar, mas o auxiliar deu o gol indicando que ela passou toda da linha. Após revisão do VAR, o segundo gol do Flamengo foi confirmado.

As coisas que já estavam difíceis para o Galo e ficaram ainda piores quando Alonso cometeu falta em Marinho no meio-campo, levou o segundo cartão amarelo (o primeiro foi recebido no lance em que gerou o segundo gol do Flamengo) e foi expulso.

No fim, o Galo tentou uma pressão em busca do gol que levaria a decisão para os pênaltis, mas já era tarde demais para a reação e o time acabou eliminado nas oitavas de final.

FLAMENGO 2 x 0 ATLÉTICO

Flamengo: Santos; Rodinei, Léo Pereira, David Luiz (Fabrício Bruno) e Filipe Luís; João Gomes, Thiago Maia e Arrascaeta (Diego); Everton Ribeiro, Gabigol e Pedro (Marinho). Técnico: Dorival Júnior

Atlético: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Igor Rabello), Jair (Otávio), Zaracho (Vargas) e Nacho (Rubens); Ademir (Keno) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed

Motivo: jogo de volta – oitavas de final da Copa do Brasil

Data: quarta-feira, 13 de julho de 2022

Horário: 21h30

Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Gols: Arrascaeta (45’/1º, 18’/2º)

Cartão Amarelo: Everton Ribeiro, João Gomes, Thiago Maia (Flamengo); Allan, Junior Alonso (Atlético)

Cartão Vermelho: Junior Alonso (Atlético)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Bruno Boschilia (PR)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Público: 62.624 pagantes / 68.747 presentes

Renda: R$ 3.423.620,25

Por Fábio Rocha

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
× Fale conosco?