EsporteUltimas horas

América volta a vencer o Cruzeiro e vai à final do Campeonato Mineiro após cinco anos

Alviverde não se amparou no regulamento, foi superior na partida e venceu por 3 a 1 (5 a 2 no agregado)

O América voltou a vencer o Cruzeiro por 3 a 1, neste domingo (9), na Arena Independência, pela semifinal do Campeonato Mineiro. Com o resultado (5 a 2 no agregado), o Coelho vai à final contra o Atlético. Rodolfo (duas vezes) e Ramon marcaram para o alviverde; Matheus Barbosa descontou para o Cruzeiro.

O América não se amparou no regulamento, que permitia até derrota por 1 gol de diferença. Jogou para vencer o clássico. Foi superior, e, com justiça, volta a disputar a final do Campeonato Mineiro após cinco anos.

As partidas da final do Campeonato Mineiro serão disputadas nos dois próximos fins de semana. O primeiro dos confrontos será na Arena Independência, com mando do América. A partida de volta terá mando do Galo, e terá o Mineirão como palco. O Atlético, por ter terminado a primeira fase na liderança, joga por igualdade na somatória dos placares — dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols.

Vantagem e organização 

O América soube controlar a partida. Longe de se amparar pelo regulamento, mais organizado, o Coelho esteve bem postado em campo e neutralizou as principais ações do Cruzeiro, que viveu dia de baixa inspiração de peças individuais, especialmente do setor defensivo.

Mérito para o técnico Lisca. Apesar de repetir a escalação da última partida, o treinador americano mudou a distribuição em campo. Trouxe Bruno Nazário para o meio, formando duas linhas de quatro, com Zé Ricardo entre as linhas. A formação inibiu a ação dos meias cruzeirenses que não conseguiam criar. 

A vantagem para o América ficou ainda maior aos 47 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Eduardo Bauermann foi descolado por Bruno José dentro da área: pênalti para o Coelho. Rodolfo foi para a cobrança e inaugurou o placar na partida.

Jogo aberto 

A partida foi aberta. Precisando de vencer por diferença de no mínimo dois gols, o Cruzeiro se lançava ao ataque. Do outro lado, o América jogava para vencer. Inspirado, os goleiros Fábio e Matheus Cavichiolli fizeram importantes intervenções. 

Aos 17 do segundo tempo, o Cruzeiro chegou ao gol de empate e deu esperanças de possível reação ao torcedor celeste. O lateral Matheus Pereira cruzou para Matheus Barbosa, que cabeceou à queima-roupa.

Faltou ímpeto para a virada. O América voltou a ser superior na partida e controlar as ações. Cinco minutos depois de ter levado o gol de empate, o Coelho mandou a bola na trave com Alê, dando recado à Raposa de que não iria recuar. 

O Coelho voltou a ficar à frente no placar aos 26. Em pênalti assinalado após a bola tocar o braço de Ramón, Rodolfo foi para a cobrança e marcou o segundo.

O Cruzeiro foi para o tudo ou nada. E, aos 50 minutos, numa jogada de contra-ataque, o volante americano Ramon fechou a conta. América 3 a 0.

América 3 x 1 Cruzeiro

América: Matheus Cavichioli, Diego Ferreira, Eduardo Baurmann, Anderson e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho, Alê e Bruno Nazário (Ribamar); Felipe Azevedo (Ramon) e Rodolfo (Ademir)Técnico: Cauan de Almeida

Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Weverton, Ramon e Matheus Pereira; Adriano (Claudinho), Matheus Barbosa (Marcinho) e Rômulo (Guilherme Bissoli); Airton (Stênio), Bruno José (Felipe Augusto) e Rafael SobisTécnico: Felipe Conceição

Gols: Rodolfo 2x e Ramon (América) e Matheus Barbosa (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Adriano (Cruzeiro) e Bruno Nazário, Ademir, Geovani, Diego Ferreira e Eduardo Bauermann  (América) 
Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro

Local: Independência, em Belo Horizonte
Data e horário: 9 de maio, domingo, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza

Por Redação,

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco?